terça-feira, 11 de março de 2014

De céus azuis, cinzas e brancosd

Começar o dia vendo um céu azul não tem preço.
Mas depois de dias e dias num Rio 50 graus, a chuva que caiu no final de semana virou a queridinha dos cariocas. E até eu, que nunca fui, assim, uma fã de sábados e domingos chuvosos, me rendi.
Verão 2014. Eu nunca vi nada igual!!


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Uma carta para minha Tia V., depois de um ano...

Lendo um trecho de Milly Lacombe, lembrei imediatamente que a dor é algo muito democrático, infelizmente. Não dá pra viver sem sofrer as dores da vida. Ela atinge a todos, e em algum momento, em algum lugar, de alguma forma... você vai sofrer a dor de alguma perda. Mas o modo como ela vai ficar em você, na verdade, depende muito, ou talvez APENAS, de você mesmo.


E ela ainda arremata:
"Mas o mais fundamental é que eu continuo a escutar sua música..."

Eu diria que continuo a escutar seus risos e suas risadas, tiazinha... Continuo a ver seus sorrisos e sua alegria. Continuo me inspirando na sua persistência, perseverança, na sua fé, e na sua força de vontade. Permaneço me inspirando na sua disciplina e naquela sua imensa e incrível vontade de viver. 
Aprendi que posso chorar sem precisar interromper qualquer outra coisa que esteja fazendo. Posso até chorar enquanto rio de lembrar da sua pontualidade britânica, enquanto ouço sua voz no meu coração dizendo: "Oi, minha filha...", enquanto penso no seu charme, de chapéu na praia, e no motorzinho que havia nas suas pernas enquanto caminhávamos nas ruas de Québec...

"Onde está sua dor, está sua vida."

Com amor eterno,
Sua bonequinha Suzi, sua sobrinha "espirituosa". 

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Nostalgia

De vez em quando vem aquela melancolia, uma saudade boa de coisas que já passaram, de tempos que se foram, de gente que não é mais... Saudade que às vezes dá pigarro na garganta, faz escorrer um pinguinho dos olhos; que dá numa gargalhada ou que dá água na boca - porque a gente sente saudade até de comidinha. Um prato gostoso que a mãe fazia, um doce que enchia nossos olhos na fazenda do tio, a fruta tirada do pé da árvore que ficava na esquina do colégio...
Saudade é coisa boa, se não existe remorso. Saudade é aquela lembrança grata de alguma coisa que se foi ou já não é, e da qual sentimos falta. Traz sempre uma pontada no peito, mesmo quando nos leva a sorrir.
Porque saudade é assim. 
E não dá pra explicar.

sábado, 7 de setembro de 2013

Feliz Sábado!!


Sorria!! Alegria, alegria!! Hoje é Sábado!
"Quando o clima está agradável os pais podem sair com os filhos para uma caminhada nos campos e bosques, e conversar com eles sobre as altas árvores, os arbustos e as flores, e ensinar-lhes que Deus é o Criador de todas essas coisas. Então ensinem-lhes a razão do sábado, que é comemorar as obras criadas por Deus..."  (EGW)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Sobre dores e temores

Às vezes queremos poupar da dor e da preocupação aqueles que mais nos amam... e deixamos de contar a eles das nossas dores, dos nossos temores. Não choramos nos seus ombros e não nos mostramos frágeis. Tentamos proteger quem perderia noites de sono preocupado conosco; tentamos blindar da dor que sentimos quem sentiria a nossa dor com mais intensidade até mesmo do que nós sentimos... Sabemos que o outro vai se importar tanto!, que mal poderá pensar em outra coisa, e então queremos evitar esse sofrimento. Não nos achamos dignos de ocupar as horas de sono do outro com os nossos problemas; não achamos justo permitir que alguém sofra porque estamos padecendo; não queremos amargar o coração do outro, porque sabemos o quanto se preocupará com o que nos aflige. 

Às vezes evitamos abrir o coração para quem mais nos quer bem simplesmente porque imaginamos que assim será menos sofrido pra todo mundo... É difícil entender, na hora da nossa dor, que aqueles que nos amam prefeririam sofrer o tempo todo conosco. Por isso nos perguntamos: "...mas seria justo?" E terminamos por poupá-los do que não gostariam de ser poupados. 

No final, de um jeito ou de outro, mais cedo ou mais tarde, todos sofrem. E talvez, se tivéssemos que recomeçar, talvez ainda assim fizéssemos tudo do mesmo jeito, sempre pensando em não levar preocupação para o outro. Talvez exatamente por saber que o outro é quem tanto nos quer bem...

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

05 de setembro - Dia do irmão

Eu não sei se foi enquanto eu dormi e acordei esta noite que criaram o Dia do Irmão, porque, confesso, até hoje de manhã eu nunca soube que esse dia existia... 

Eu tenho dois irmãos, a quem tento demonstrar a cada dia o imenso amor que tenho por eles, e pelos quais eu oro todos os dias pedindo a Deus que lhes dê paz, saúde, e os conserve especiais como são, mas confesso que essa é a primeira vez na minha vida em que eu vou dizer "FELIZ DIA DO IRMÃO!", porque, admito, nunca havia ouvido falar nessa data comemorativa! 

Fui pesquisar. Encontrei referência ao Dia do Irmão na cultura indiana. O modo como comemoram me pareceu singelo delicado. Se eu tivesse meu irmão aqui por perto, hoje, eu faria um jantar bem gostosinho, chamaria minha irmã, e traria meus pais como testemunhas... porque acho que eu gostaria de festejar este dia como o pessoal da Índia...

Funciona assim: "O Dia do Irmão (Raksha Bandhan ou Rakhi) é uma tradição em que as moças amarram uma pulseirinha no braço de seus irmãos. O irmão dá um doce e um presente à irmã e lhe garante sua proteção. Essa cerimônia acontece uma vez por ano, geralmente em agosto."

Sem pulseirinhas, sem doces e sem presentes, e mesmo sem estar perto fisicamente, é bom saber que podemos contar, eu e D., com a proteção do nosso maninho querido; e ele, é claro, sabe que pode contar com nosso eterno amor. Porque crescemos aprendendo isso: irmãos devem ser unidos, devem defender-se uns aos outros, devem se amar e cuidar uns dos outros com carinho. E a gente, que foi educado direitinho, por mamãe e papai... aprendeu pra nunca mais esquecer!




segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Feliz Aniversário pra você!!

Ele é de uma serenidade incrível. É doce, é gentil, educado e amável. Tem a sensibilidade dos músicos e dos poetas, é engraçado, tem uma risada gostosa demais e contagiante. Tenho recordações maravilhosas da nossa infância e dos tempos que vieram depois, e desde sempre eu me sinto privilegiada por ser sua irmã. E.V., você é meu irmão querido e amado. Parabéns pelo seu aniversário, maninho, e... Obrigada, Deus, pelo meu irmão!!


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Receita de bolo

Todos os bolos de liquidificador que inventarem no mundo eu aceito testar. Aliás, toda e qualquer receita de liquidificador é a minha preferida.
Hoje descobri este. Bom pra quem é vegan e bom pra quem tem preguiça de bater bolo na mão...
Segue aí:

Bolo sem leite, sem glúten e sem ovo
Ingredientes:
200 ml de suco de maracujá ou laranja;
1/2 copo (200 ml) de óleo;
1 copo cheio (200 ml) de açúcar;
1 pitada de sal;
2 copos e 1/2 (200 ml) de farinha de arroz;
1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó;
1 colher de café de farinha de linhaça (ela substitui o ovo).

Modo de Preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador;
Coloque em uma forma untada com óleo;
Leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos, ou até dourar.

Tempo de preparo: 50 minutos
Rendimento: 8 porções

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Confusão - por Mario Quintana

"Essas duas tresloucadas, a Saudade e a Esperança, vivem na casa do Presente, quando deviam estar - como seria lógico - uma na casa do Passado e a outra na do Futuro.
- Mas e o Presente, seu moço?
- Ah, esse nunca está em casa."
Mario Quintana, Poesia Completa, Ed. Nova Aguilar, p. 664

domingo, 25 de agosto de 2013

Domingo de sol e risos

Por mais que não pareça, eu sou uma pessoa tímida. Embora seja também extrovertida, bricalhona, risonha e tals, eu sou, realmente, tímida. Pode parecer contradição, mas não é. É apenas um fato.
Por isso, quando fui chamada para ir a Minas Gerais neste domingo eu quis declinar do convite. 

Acontece que eu não queria, além de tímida, parecer chata. Então topei. Sem muita animação, mas topei. Sabendo que não conhecia ninguém, mas topei. Querendo ficar. Mas topei. Porque tímida não pode ser, além de tudo, antipática.

Para minha alegria apareceu alguém de carona, faltando poucas horas pra viagem. Beleza! Já eram, agora, duas pessoas que eu conhecia, pra me servir de amparo no caso de "dar ruim".
E se para a minha alegria nós agora "éramos três", para a minha felicidade o dia amanheceu lindo, céu azul, sol radiante e pequenas nuvens branquinhas, branquinhas, como tufos de algodão...
Foi aí que, esquecendo o que me esperava ao final, eu lembrei do que sempre repito para A.:

"A felicidade não é um destino; a felicidade é um caminho."

E ainda que tudo tivesse dado errado, no final, o que não foi o caso, tudo teria valido a pena. Pelo caminho.

clique na imagem para ampliar


terça-feira, 20 de agosto de 2013

Confessa...

"No dia em que estiveres muito cheio de incomodações, imagina que morreste anteontem... Confessa: tudo aquilo teria mesmo tanta importância?"
[Mario Quintana, Poesia Completa, Ed. Nova Aguilar, p.832]


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Faz frio lá fora

O dia é de céu azul e sol dourado. Mas o vento corre solto, balançando as folhas das árvores, esvoaçando as cortinas e gelando a casa inteira. Eu, aqui dentro, confesso que é coisa de doido, liguei o aquecedor.
Dá um desconto... É inverno, poxa! 25° (dizem), mas o vento corre a 28km/h, carâmbolas!!


sábado, 17 de agosto de 2013

Feliz Sábado!!

Atenção ao Sábado
- por Clarice Lispector

Acho que sábado é a rosa da semana; sábado de tarde a casa é feita de cortinas ao vento, e alguém despeja um balde de água no terraço; sábado ao vento é a rosa da semana; sábado de manhã, a abelha no quintal, e o vento: uma picada, o rosto inchado, sangue e mel, aguilhão em mim perdido: outras abelhas farejarão e no outro sábado de manhã vou ver se o quintal vai estar cheio de abelhas.
(...)

No Rio de Janeiro, quando se pensa que a semana vai morrer, com grande esforço metálico a semana se abre em rosa: o carro freia de súbito e, antes do vento espantado poder recomeçar, vejo que é sábado de tarde.

Do livro "Para não Esquecer" (excerto) - Editora Siciliano - São Paulo, 1992.


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O que resta?

"Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto
Esse eterno levantar-se depois de cada queda
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha
Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
Infantil de ter pequenas coragens."

Vinicius de Moraes - 15.04.1962 - excerto do poema "O Haver" in "Jardim Noturno - Poemas Inéditos", Cia. das Letras - São Paulo, 1993, p.17

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Para Viver Um Grande Amor - Vinicius de Moraes

O post de hoje vai para minha querida Lilica, que, acertadamente, insiste em acreditar no amor.




Para Viver Um Grande Amor
Vinicius de Moraes
Eu não ando só
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia

Para viver um grande amor, preciso 
É muita concentração e muito siso
Muita seriedade e pouco riso
Para viver um grande amor
Para viver um grande amor, mister
É ser homem de uma só mulher
Pois ser de muitas - Poxa! - É pra quem quer
Não tem nenhum valor
Para viver um grande amor, primeiro
É preciso sagrar-se cavalheiro
E ser de sua dama por inteiro
Seja lá como for
Há que fazer do corpo uma morada
Onde clausure-se a mulher amada
E portar-se de fora como uma espada
Para viver um grande amor
...
Para viver um grande amor, direito
Não basta apenas ser um bom sujeito
É preciso também ter muito peito
Peito de remador
É sempre necessário ter em vista
Um crédito de rosas no florista
Muito mais, muito mais que na modista!
Para viver um grande amor
Conta ponto saber fazer coisinhas
Ovos mexidos, camarões, sopinhas
Molhos, filés com fritas - comidinhas
Para depois do amor
E o que há de melhor que ir pra cozinha
E preparar com amor uma galinha
Com uma rica e gostosa farofinha
Para o seu grande amor?

...
Para viver um grande amor, é muito
Muito importante viver sempre junto
E até ser, se possível, um só defunto
Pra não morrer de dor
É preciso um cuidado permanente
Não só com o corpo, mas também com a mente
Pois qualquer "baixo" seu a amada sente
E esfria um pouco o amor
Há que ser bem cortês sem cortesia
Doce e conciliador sem covardia
Saber ganhar dinheiro com poesia
Não ser um ganhador
Mas tudo isso não adianta nada
Se nesta selva escura e desvairada
Não se souber ganhar a grande amada
Para viver um grande amor!..."

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

12 de agosto sempre será o seu dia!

A vida inteira nós comemoramos o dia 12 de agosto com alegria e festa. Quando caía coladinho no 2° domingo do mês a festa era dos dois irmãos: ela, minha tiazinha, pelo aniversário; ele, meu pai, pelo Dia dos Pais. 
Sempre cheirosinha, linda, vaidosa e elegante, seu sorriso de alegria, seu abraço gostoso e seu jeitinho de me paparicar me fazem falta, muita falta...

Minha tia já não mora mais aqui...
Hoje fui lá na sua nova casa, que fica num jardim chamado "Jardim da Saudade". Levei begônias, pra enfeitar e colorir este dia. Plantei com carinho, e reguei. Sei que ela já não pode me ver e abraçar nem sentir o meu amor, tampouco o perfume das flores... mas fui lá; porque me faz bem honrar a memória de quem eu amo. E é como se eu tivesse deixado flores na sua porta, enquanto ela foi ali e já volta.

Dizem que as begônias representam a lealdade do verdadeiro amor... 

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Dia dos avós

Eu convivi pouco com meus avós. A vovó Biu vivia em Recife e eu só a encontrava nas férias, quando podíamos. Mas tenho imagens vivas, até hoje, da sua risada gostosa, e de que se balançava toda, quando ria. Minha vó Dina morava aqui; também se foi quando eu ainda era criança, e são poucas as lembranças. Do meu avô Graciliano, o "Seu Graça" é de quem mais tenho recordações. Era um vovô querido, como devem mesmo ser os vovôs. Fingia que aprendia a ler comigo; lembro-me de dar aulas pra ele na garagem, escrevendo com o dedo na parede. Havia um pé de tomate na sua casa e a gente colhia pra brincar de casinha. Até hoje eu sou vidrada em tomates! Vendia e consertava panelas de alumínio. Trabalhou caminhando por muito anos, panelas penduradas nos ombros. Gostaria de tê-lo, ainda, por perto... Gostaria que ele visse que sua professorinha se tornou professora de verdade, se especializou, que educou crianças e que depois seguiu seu caminho, ajudando a fazer justiça em favor de trabalhadores que, como ele, labutam sob sol e chuva, sérios e dedicados. Acho que ele teria orgulho de mim, como eu tenho dele. 
Saudades dos meus avós... e até daquele que não conheci.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

"Na riqueza e na pobreza"

Chuva e frio, no Rio. Freezer, para ser mais precisa.
Isso pede um filminho, deitada no sofá, debaixo das cobertas...
"Na riqueza e na pobreza". 
#ficaadica

sábado, 20 de julho de 2013

Feliz Sábado no Dia do Amigo!!

Sabe aquele abraço gostoso, apertado, demorado e com cheiro de carinho e amor? 
É o abraço de um amigo querido, aquele que a gente até fecha os olhinhos quando ganha e quando dá. 
Se você tem um amigo, abrace-o, hoje. Hoje e sempre que puder. Abrace com gosto, sem pressa, abrace com sentimento. E se ele estiver longe, bem longe, e não for possível um abraço de pertinho, abrace por pensamento. Todo amigo merece um abraço.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Pra ser diferente

Eu era "a diferente", porque todo mundo fazia dieta e eu nunca precisava fazer. Cheguei a ter vergonha disso. A-ha-ha! Nada como o decurso do tempo...
Lembro que uma vez uma amiga fez a tal da "Dieta de South Beach" e emagreceu pra valer, de modo que até me comoveu! Ali eu decidi: se um dia eu precisar fazer uma dieta, vai ser essa. Porque funciona mesmo. Eu vi!

Como eu já disse... nada como o passar dos anos.
Continuo sem alcançar a marca dos 50 quilos; só que, pra alguém que estava bem satisfeito com seus 43kg/44kg... tudo bem que não me sinto "gorda"... mas estou bem desconfortável.

As pessoas riem de mim (quando não querem me bater) se eu falo em dieta, mas, convenhamos, se eu não tomar conta da balança agora, ainda que seja "por precaução", imagina mais lá na frente o que me pode acontecer!

Sempre ouvi a frase "na segunda eu começo o regime". E agora, pra continuar diferente... hoje eu vou terminar de meter o pé na jaquinha, porque, afinal, é segunda-feira. Amanhã, que é terça pra todo mundo, eu começo uma dieta! 

Se eu sobreviver... darei notícias.
Boa semana pra você que começou hoje a sua dieta!


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Manchetes dos jornais

"Homem não recebe produtos e destrói objetos enfurecido com martelo; assista."


O que fez o tal martelo com o homem para deixá-lo tão enfurecido???
A Globo.com e suas manchetes superbem escritas. ‎#sóquenão

sábado, 29 de junho de 2013

Feliz Sábado!!


Vamos colorir a vida!! Se o dia amanhecer cinzento, sem sol e sem cor, pegue os pinceis e venha colorir o mundo!!
Feliz Sábado!!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Why??

Por que somos todos tão mais magros em fotos antigas??

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Medo...

“Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. 
Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. 
Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. 
É por isso que eu tenho medo. 
Você também diz que me ama.”


sábado, 22 de junho de 2013

Feliz Sábado! - o primeiro deste inverno...


O inverno chegou.
Não é o inverno europeu, mas é o nosso inverno. Não é a minha estação preferida, mas aprendi a gostar dela também, especialmente pelas imagens que surgem. Minha rinite alérgica ainda não tem muita amizade com o inverno, mas já me fez sofrer mais - hoje conseguimos dar um jeito, porque, enfim, eu tenho um aquecedor no meu quartinho, e consigo dormir bem. Difícil, sempre, é o levantar.
Este é o primeiro sábado do inverno 2013; desejo que seja um dia de frio ameno. E com imagens lindas de se ver... Desejo que seja um SÁBADO FELIZ!!