sábado, 30 de janeiro de 2010

Feliz Sábado!!


Planeta Água
Guilherme Arantes
Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...
Águas escuras dos rios
Que levam
A fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população...
Águas que caem das pedras
No véu das cascatas
Ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos...
Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d'água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão...
Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris
Sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas
Na inundação...
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra...
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água...


Que o dia, hoje, seja feliz.
Que as águas, no Rio, caiam das pedras, no véu das cascatas, refresquem e alegrem...
Que em São Paulo sejam gotas, apenas, não sejam tristes, nem lágrimas na inundação.
Que em Minas sejam alegre arco-íris sobre a plantação.
Que aí, onde você está, seja lá onde for, sejam misteriosa canção. Que elas encharquem o chão, mas voltem humildes pro fundo da terra, serenas no mundo.

Feliz Sábado!!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Rio seu mar, praia sem fim...

...Rio, você foi feito pra mim.

Tom Jobim sabia tudo!!

Praia das dez da manhã às nove da noite...
"Rio, eu gosto de você!"

sábado, 23 de janeiro de 2010

Feliz Sábado!!

Minha ligação com o mar é antiga. Lembro que sempre gostei de praia, e também me lembro, perfeitamente, da minha mãe me advertindo: "cuidado... você é afoita!" Não me recordo se era ela quem costumava dizer que "o mar não tem cabelo", mas essa era uma informação preciosa, e eu, criança, fantasiava o mar como um homem imeeeeenso, grandão... careca, e eu tentando alcançá-lo, sem conseguir, porque não havia cabelos para eu me agarrar... Cresci fascinada pelo mar, e aprendi muito cedo a me encantar com céus azuis e com o verde das matas.

E nas vezes em que tenho a chance de me encontrar no meio desses detalhes extasiantes da natureza, há sempre um quê de fascinação, encantamento e admiração que toma conta de mim...

Fico pensando que Deus planejou cuidadosamente cada coisa, cada tom, cada variação de cor, cada contraste, cada som. Acho mesmo que, como um bom Pai, Ele queria que tudo fosse perfeito. E embora o homem continue tentando destruir a criação, eu ainda vejo primor e requinte em cada amanhecer, em cada noite que cai, em cada pedacinho de céu azul, em cada onda do mar...

Na quinta-feira, dia 14, eu pude ver o sol brilhando no Rio da Prata, de manhã cedinho. Um espetáculo que admirei seduzida pela beleza, reconhecendo que havia sido mesmo preparado para minha alegria...

Era a primeira vez que eu iria pisar em terra firme depois de três noites navegando pelo Oceano Atlântico e pelo Rio de La Plata... Respirei fundo, sentei ali, olhando o espelho d'água que se formava naquela manhã gostosa, e pensei comigo: por que às vezes me deixo abater por coisas tão pequenas, comparadas à imensa beleza e precisão daquilo que realmente me faz feliz?

No meio daquele espetáculo, eu me levantei, e vivi um dia incrível!

Procure alguma coisa bonita de ver, hoje. Como eu costumo dizer: nem que seja uma flor num copo de geleia. Mas procure, sim, alguma coisa para admirar, antes de colocar seus pés na rua, antes de interagir com alguém. Pare, veja, admire.

Deixe-se encantar por alguma coisa, hoje. Só depois encare o dia e a vida que lhe aguardam lá fora. Agradeça a Deus a beleza daquilo que lhe encantou. Agradeça, reconhecendo ter sido um presente para alegrar sua vida. Respire fundo. Lembre-se que hoje é sábado. Levante-se e pronto! E depois me conte se você viveu ou não um dia incrível!

Não se deixe abater por coisas menores...
Detenha-se naquilo que pode, realmente, fazer você feliz.

FELIZ SÁBADO!!

Liliquinha, este post é dedicado a você,
com o bom desejo de que este 23 de janeiro seja,
de todas as formas, um dia muitíssimo especial.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Banho de mar, banho de chuva. Bom é ser criança!


Hoje eu curti o lado bom da chuva.
Saí da praia enquanto as nuvens negras se aproximavam da areia...


... corri até o carro, guardei todas as minhas coisas lá dentro, depois tranquei o carro de novo e voltei pra praia, pra rua.

Sim! Eu fui tomar banho de chuva!!
Final de tarde perfeito!

Tentando por uns instantes não pensar nos desastres que uma chuva de verão hoje em dia pode causar, eu realmente consegui curtir o momento. Braços abertos, de cara pro céu, correndo e pulando... Lá estava eu. Uma criança, de havaianas e saidinha de praia, num delicioso banho de chuva.

Um tempo depois, entrei de volta no carro. Tooooda molhada. Cabelos escorrendo, roupa encharcada, o corpo totalmente molhado e um sorriso enorme nos lábios.
Fiquei pensando... por que a gente não é criança mais vezes, na vida??

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

De volta pra casa!!

Bom dia!!

Depois de quase dez dias levando uma vidinha de princesa, estou de volta.
Cada vez tenho mais certeza de que a gente se acostuma rápido ao que é bom, e pra comprovar a teoria, fui preparar meu café da manhã e derrubei todo o shake do liquidificador na pia! É mesmo muito dura essa vida de preparar seu próprio "desayuno"...

Enquanto desarrumo as malas, deixo aí, pra enfeitar, as imagens dos Lagos de Palermo, em Buenos Aires. Los hermanos capricharam no visual, arrebentaram nas rosas, e eu fiquei quase a manhã inteira de bobeira, passeando por lá. Uma delícia!!

Volto depois com outras novidades. Preciso tentar de novo preparar meu café da manhã.








segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Uns dias de folga

Com sua licença, vou ali e já volto.




E nesses dias e noites estarei ali, admirando o mar, o nascer e cada por-do-sol; pensando na vida, nos sonhos, desejando, e sendo feliz com aquilo que tenho, sem me lamentar pelo que me falta...

Até dia 19, minha gente querida!

É a mesma pessoa???



Salve-salve o photoshop!!

sábado, 9 de janeiro de 2010

Feliz Sábado!!

foto: Suzi - Por-do-sol em 08.01.2010
Praia do Recreio - Posto 9 - Rio de Janeiro

Flores, o mar, pores-do-sol... pequenas belas coisas que fazem meu dia feliz.
Não sei quantas vezes por semana você consegue parar pra pensar nas coisas que, verdadeiramente, fazem você feliz. Talvez a pressa, o atraso, talvez os compromissos, os aborrecimentos, talvez qualquer coisa desvie sua atenção e impeça você de parar um pouquinho pra pensar nisso. Que coisas me fazem feliz?
Pode ser um sorriso de uma criança. Um abraço. Um cheiro. Pode ser tirar os sapatos apertados e afrouxar a gravata. Pode ser um banho quentinho...

Não muito raro somos tentados a achar que aquilo que nos faz feliz é exatamente o que não temos. "Eu seria feliz se fulano estivesse aqui..." "Eu seria tão feliz se ela me amasse..." "Eu seria feliz se tivesse grana suficiente para isso e aquilo..." "Eu seria feliz se tivesse cursado aquela faculdade..."

E enquanto contabilizamos nossas infelicidades e deficiências, por nos faltar justo aquilo que "precisamos"... esquecemos de contar as bênçãos. Esquecemos de perceber, naquilo que temos e somos, o que pode fazer nosso dia feliz.

Gaste um pouco do seu tempo, hoje, para pensar nisso: "O que me faz feliz?"
E depois, curta a felicidade de ter aquilo na vida. Curta. Porque a vida é curta, pra gente passar por ela apenas lamentando!

foto: Suzi - A flor, de "O Pequeno Príncipe" - em novembro/2009
Parque do Ibirapuera - São Paulo/SP
FELIZ SÁBADO!!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Coisa mais linda!

Veja que belo trabalho do artista, num bonde, em Lisboa. Cobriu de espelhos o trem, fazendo refletir a cidade.
Coisa mais linda!!

Os jornais que divulgaram as imagens no Brasil não se prestaram, infelizmente, a mencionar o nome do artista... Fico aqui no aguardo de que meus amigos portugueses complementem as informações... Mas minha cara Guiga, portuguesinha querida, me mandou os créditos: o nome do artista é Alexandre Farto e o projeto se chama "Carris Arte em Movimento".

Adorei a ideia. Veja a beleza do inverno europeu refletida nos espelhos...



terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Quando éramos crianças...


... Havia as orações cantadas...
"Papai do Céu abençoa
Essa hora de alegria
A comidinha tão boa
Que Deus nos dá todo dia"

... Havia as outras, faladas...
"Em paz me deitarei
e dormirei
Porque só tu, Senhor,
me fazes habitar em segurança"

... E havia aquelas que fazíamos quietinhos, em silêncio, pedindo pelo botão da camisa do irmão, para que ele voltasse pro lugar dele; a que tratava das condições do tempo pro dia seguinte, pedindo que chovesse muito pra que a mamãe deixasse a gente ficar em casa e não ir à escola; e até aquela em que a gente pedia pra Deus fazer a mãe não perceber que estávamos passando em frente ao Posto de Vacinação...

Sim, eu fiz todas essas orações quando era criança.

Não perdi a "mania" de orar, depois que cresci, e até me sinto um pouco orgulhosa de ter deixado isso de herança na vida de gente que viveu comigo, de ter despertado o mesmo "hábito" em alguém... Porque a gente ora pra agradecer, pra reclamar, contar novidades, desabafar; orar é abrir o coração pra Deus, como num papo entre amigos.


E como é assim que acontece entre amigos, um assunto puxa outro. Vou orar, agora, pra dormir, mas a conversa pode tomar rumos inesperados e, vai saber, pode ser que eu me empolgue e não durma tão cedo!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Quais são os seus planos?


Em 2008 fiz uma viagem adorável. Na volta, a ideia era repetir em 2009, com outro roteiro, e por um período maior - dezessete dias.
Não aconteceu. Em compensação, aconteceram outras coisas incríveis, inclusive aquela maravilhosa viagem de três semanas pra Québec, incluindo Montréal.

Essa é a primeira lição que, se você ainda não aprendeu, o Senhor Zero Dez quer ensinar a você: não se entristeça por sonhos que não se realizam nem se aborreça com os planejamentos que não deram certo. Você não sabe o que está guardado pra você mais adiante...

E então acontece que havia os planos das férias, de 07 de janeiro a 05 de fevereiro/2010. Também furaram. Não é a primeira vez que isso me acontece. Mas, tudo bem. Se, por um lado, preciso trabalhar dia sete, quinta-feira, por outro, provavelmente, conseguirei uns dias de folga, no decorrer do mês... O planejamento de férias ficou alterado, mas, quem sabe, haverá coisas melhores, mais adiante. Não se trata de mera resignação. É o exercício de transformar o óbvio no inesperado.

E nessa linha do inesperado, de repente eu dou um pulinho ali na terra de "los hermanos", nuns desses dias de folga, saboreio "una media luna de dulce de leche", um sorvetinho da Freddo, e janto em Puerto Madero... Quem sabe descolo uma tarde em Punta del Leste?? Um passeio pela Casapueblo e pela Ilha dos Lobos? Ou, vai saber, eu termino ficando em casa e pegando praia e por-do-sol à beira-mar todo dia? Sabe-se lá, de repente vou parar no Nordeste do Brasil, quem sabe termino caminhando sem rumo pela Rambla de Montevideo, ou me acabo no Mercado del Puerto. São desejos. Bons desejos.

A segunda lição é esta: não crie expectativas. Apenas deseje que as coisas aconteçam. Se não rolar aquilo que você desejou, tudo bem. Você levanta, sacode a poeira, ri, e segue adiante. Começa de novo. Faz novos planos. Novos desejos. Mas se houver expectativa e alguma coisa não sair de acordo com o que você queria... ah, meu amigo... você vai desaguar no mar da frustração. E o Senhor Zero Dez vai ficar muito aborrecido com você!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Feliz (primeiro) Sábado (de 2010)

Acordar, viver
Carlos Drummond de Andrade

Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me
àquele reino onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.

Como repetir, dia seguinte após dia seguinte,
a fábula inconclusa,
suportar a semelhança das coisas ásperas
de amanhã com as coisas ásperas de hoje?

Como proteger-me das feridas
que rasga em mim o acontecimento,
qualquer acontecimento
que lembra a Terra e sua púrpura
demente?
E mais aquela ferida que me inflijo
a cada hora, algoz
do inocente que não sou?

Ninguém responde, a vida é pétrea.


2010. Hora de acordar e recomeçar. E que bom que, passada a euforia da virada, a gente se depare exatamente com um sábado... aquele dia que Deus preparou pra gente ser feliz! Então, vamos lá! Vamos acordar e recomeçar! E nada importa se a tarefa é árdua. A gente nasceu pra ser feliz!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010!!!

Com um atraso de quase três meses... Enfim, ele chegou!! Seja bem-vindo, Senhor zero dez!