quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Kleiton e Kledir


Ontem, a noite foi de alegria e emoção.
No palco do "Canecão" estavam eles - Kleiton e Kledir. Na platéia, estávamos nós - gente de todas as idades, garotada, velhinhas, jovens músicos, casais de namorados, amigos, atores, jornalistas, todos ali para ouvir boa música, bons sons.

De repente, lá pela quinta música, S. me diz: "nossa! a gente não tem noção de quanta música deles a gente conhece, né?". Porque acontece que outros artistas gravam as músicas, e no Brasil não se tem o hábito de executar as composições dando o nome dos autores - nem sei se é assim também nos outros lugares do mundo, mas a gente termina conhecendo as músicas, com suas letras legais, e não as associa aos compositores. Uma pena!

O show segue, Kledir conta "causos", bate papo com a platéia, a gente ri, Kleiton - com seu violino - embrenha-se no meio do público, posa para fotos, pára em uma e outra mesa, senta, levanta, caminha entre as gentes, volta pro palco, e o público vai cantando antigos e novos sucessos, às vezes fazendo cara de "ué! é deles também?!!", enquanto ouve versos como
"Estrela, estrela / Como ser assim / Tão só, tão só / E nunca sofrer / Brilhar, brilhar / quase sem querer / Deixar, deixar, / Ser o que se é...", "Eu, hein? / Nem pensar / Outra vez , nem pensar / Embolou , foi demais / Pega leve, baby...", "Era noite de São João / E eu saia com meu irmão / De bigode de rolha / E chapéu novo em folha / Brim Coringa e alpargata / Toda noite de São João / Eu sonhava em pegar da mão / De uma prenda bonita / De vestido de chita / E Maria Chiquinha...", "... Não quero ficar na tua vida / Como uma paixão mal resolvida / Dessas que a gente tem ciúme /E se encharca de perfume /Faz que tenta se matar ... / Tens um não sei que de paraíso / E o corpo mais preciso / Do que o mais lindo dos mortais / Tens uma beleza infinita / E a boca mais bonita / Que a minha já tocou", "... Menino, mas que zoeira / Cadê meu advogado? / Eu tô que tô...", "Então tá combinado / O amor é tão bonito / Você 'finge que me ama / E eu finjo que acredito'...", " Se por acaso eu não casar / Alguém vai ter que indenizar / É o presidente dessa tal / R.F.F.S.A. / R.F.F.S.A. / R.F.F.S.A.", "Ah! Vira virou / Meu coração navegador / Ah! Gira girou / Essa galera", "Deu pra ti / Baixo astral / Vou pra Porto Alegre / Tchau", além da linda e melodiosa "Bry" (saudade dos seus tempos em Paris cantada em português e francês).

Quando soaram os primeiros acordes de "Corpo e Alma"***, a versão "autobiográfica" de Kleiton Kledir para BRIDGE OVER TROUBLED WATER, de Paul Simon, dedicada ao irmão Kledir Kleiton, L. veio de onde estava para sussurrar no ouvido de M.: "aí, essa é pra você!", porque sabe o que essa canção significa para os irmãos MM; e a essa altura as lágrimas já escorriam dos olhos...

Por toda a alegria e bom humor que eles transmitem no palco, pela empatia, pela simpatia, pela cortesia de L. e pela beleza de ver uma família trabalhando unida, porque lá estavam todos os K daquela casa, maiores de 12 anos, por toda a emoção que sentimos, pela divertida participação das "Chicas" (que cantam afinada e alegremente!)... por tudo isso, foi uma noite e tanto!!

Você, que não foi, perdeu.


*** Corpo e Alma
Quando eu era assim
Bem menor
Não 'tive a fim, sei lá,
De pensar em nós
Agora eu sei e entendo melhor
Vidente, eu li no céu
Vai por mim, somos corpo e alma
Meu irmão, meu par

Quando a solidão
Se enredar em ti
E o coração dançar
Conta comigo
Eu quero estar, viu?
A teu lado
E haja o que houver
Junto a ti, feito corpo e alma
Meu irmão, meu par

Sei que a vida vai aprontar
E o que vier, azar
A dois é fácil segurar
Se Deus deixar, viu,
Meu amigo,
Vou sempre estar aqui
Junto a ti, feito corpo e alma
Meu irmão, meu par

________
Segunda-feira, 22/10/07, a partir das 19h, lançamento do livro "Sonhos e Sonhadores - caminhos do inconsciente", na "Letras & Expressões" de Ipanema.

8 comentários:

Nessita! disse...

bah, kleinton e kledir são ótimos. Amo as músicas Maria Fumaça (marcou a minha infância) e Paixão... essa é pra se abraçar no travesseiro heehehehe

bjus!

Miguel S. disse...

Acho que esse problema, o dos compositores em segundo plano, é um mal universal, cara Suzi!
Um serão bem passado é tudo!
Beijo

Suzi disse...

Maria Fumaça é muito divertidinha, né, Nessita?
"Se por acaso eu não casar alguém vai ter que indenizar..."
hehehehehe

Suzi disse...

Como se o intérprete, por si só, fosse o responsável pela beleza das canções, né, Miguelito? Uma pena ainda maior que o mal seja universal...

Sim, foi uma noite e tanto! Tudo!

Luís F. disse...

Belo programinha, Suzi!
É sempre tão bom assistir a um concerto que nos encha a alma…

J@de disse...

É perdi mesmo... mas fazer o que se eu sou uma dura? Só vou em show que ganho ingresso... hehehehe!!
Eu adoro a dupla!!
Beijos!!

Suzi disse...

Sim, Luís. Sempre muito bom. Ainda mais perto de gente que você gosta. Muito legal!

Suzi disse...

Os preços eram até populares, Jade!
15 para estudantes e 30 pros demais.
Parece que eles vão cantar esse dias no Ginástico.
Vale ir!

Bj!