sexta-feira, 21 de maio de 2010

Affonso Romano de Sant'Anna

"O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeus-se."

6 comentários:

Custódia C.C. disse...

E lá fui eu correndo para o Google descobrir quem é o poeta ...

Amigao disse...

Beleza de poema.
boa sexta pra voce.

Éverton Vidal Azevedo disse...

Phoda, desde a primeira vez que li está na "portada" do meu blog rs.

Suzi disse...

Pois é, Ccc, e é maridinho da Marina Colasanti.
(Re)leia isto e veja como é um "bem de família"... rs

Suzi disse...

Retribuo hoje, numa outra sexta, amigão, seu bom desejo. E aproveito pra comentar que você anda sumido do mundo...

Suzi disse...

Uia!! Fui lá, Vidal. Ler de novo, num outro ambiente.
Lindo mesmo, né?

;o)

Beijos!