sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Ai, a saudade...

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
Clarice Lispector

8 comentários:

Zorze disse...

Saudade é uma privação cortante. Dói, esmaga, mas amadurece-nos, não é? Bjs ***

Luís F. disse...

Belo excerto… Nunca li nada da Clarice Lispector, mas vou fazer por isso!!!

Bom Fim-de-Semana, Suzi!!!

Suzi disse...

Mas qualquer um, Zorze, trocaria o amadurecimento que ela possa proporcionar, pela presença do outro... E trataria de amadurecer de outros modos. Ou não. Não achas?
;o)

Suzi disse...

Vai amar Clarice, Luís F. Leia "Para não esquecer", por exemplo. "Felicidade Clandestina"...
Vais amar. Depois, vais querer ler toooooda a obra.

Custódia C.C. disse...

E nem sempre a saudade é de pessoas. Por vez é de um lugar, outras de um momento ou de qualquer coutra coisa que nos tocou fundo!
A Clarice é sempre genial!

Suzi disse...

Sinto uma saudadezinha das minhas férias, por exemplo...

:o)

guiga disse...

Concordo perfeitamente!
*.*

Suzi disse...

;o)