terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Feliz Aniversário, maestro amado!!!

De Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes,
em 1959, mas sempre, sempre sempre atual...

A FELICIDADE

"Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite
Passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Prá que ela acorde alegre como o dia
Oferecendo beijos de amor

Tristeza não tem fim
Felicidade sim
"

Venta, por favor!, venta, vento, sem parar!!!
_________________________

25 de janeiro - dia do nascimento de Antonio Carlos Jobim, dia da Bossa Nova.
E aqui, um jeito simples de dizer da falta que faz nesta Cidade Maravilhosa e nos meus dias e noites o talento e a alma carioca de Tom Jobim.

6 comentários:

Eduardo disse...

gostei do que vi por aqui! Se puder me visite. Um abraço!
http://pensamentosduneto.blogspot.com/

Custódia C.C. disse...

Intemporal ....

J@de disse...

É uma das músicas que eu mais gostava quando criança!!
Beijos!!

Suzi disse...

Oi, Eduardo,
seja bem vindo! A casa está sempre de portas abertas!

Suzi disse...

Sim, Ccc.
Eterno! E nos deixou cheios de saudade...

Suzi disse...

É triste mas é alegre, né, J@de?
rs