quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

É você, Lombaaaardi!!

Na minha infância, a gente não era viciado na Globo, a emissora de tv que diversas famílias reverenciavam com uma exclusividade assustadora. Lembro que na casa de algumas amigas minhas as pessoas acordavam e íam direto ligar a tv que SEMPRE estava sintonizada na Globo (sintonizado a gente só usa pra rádio?? não sei, mas você entendeu o que eu quis dizer). E lá nessas casas a tv ficava ligada o dia inteiro. Na Globo. Sempre achei estranho. E dizia pra mim mesma: "Eu, hein!"

Na minha casa nunca foi assim. Meus pais selecionavam os programas e acho que desde cedo eu aprendi acerca da variedade, do ecletismo... indiretamente, aprendemos sobre escravidão e manipulação. Víamos Sítio do Pica-pau Amarelo, que passava na Globo e na TV Educativa, víamos na Globo o Fantástico - às vezes, quando não estávamos na igreja, porque o horário batia. Mas víamos Fantástico, na época em que o programa realmente apresentava coisas fantásticas - "Da idade da pedra, ao homem de plástico, o show da vida..." Víamos "O meu pé de laranja lima", na TV Bandeirantes - hoje tão íntima de todos, a "Band". "Éramos seis"... Víamos a programação da TV Tupi, a TV Manchete... E víamos o Programa Sílvio Santos.

Minha infância foi cheia de "Domingo no Parque", "Boa Noite, Cinderela", Show de calouros. Lembro das brincadeiras dos programas: "você troca um jogo de bolas de gude por uma bicicleta?" "SIIIIIIIM". Ou, quando o menino dava a maior bobeira, tadinho... "NAAAAÃO!!!!"
E em todos os intervalos, quem estava lá???

Pois é, "É com você, Lombaaaardi!"

E vinha aquela voz incrível, falando do tênis Montreal, antimicrobiel, "porque você é jovem"...

Era uma voz misteriosa e todos nós morríamos de curiosidade de saber quem era o Lombardi. Algumas pessoas apostavam que era o próprio Sílvio, quem gravava. Mas seria muito bem feito, porque "parecia ao vivo!"

Ninguém encontrava fotos do Lombardi, por aí. Isso aumentava o mistério e não havia o Google Images pra estragar a brincadeira, nem "paparazzis" pra acabar com o suspense.

Hoje, aqui em meio ao trabalho, abro a página dos noticiários e me deparo com a notícia: "Morre Lombardi, o famoso locutor do programa Sílvio Santos".
Acabou.
Que pena...

É estranho, mas parece que um pouco da criança que ainda guardo dentro de mim ficou de luto. A sensação é de que sua infância se perdeu mais um pouquinho de você...
Que pena...

4 comentários:

Custódia C.C. disse...

É a vida em movimento Suzi. Nada fica imutável ....

Suzi disse...

A vida não para...

Blog do Cano disse...

Olha, antigamente a gente sintonizava a televisão analogicamente, rodando uma chavinha.

Natália disse...

O Lombardi era uma dessas figuras que faziam parte do imaginário popular, e bota imaginário nisso... um cara que era só uma voz.=]