sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Decifrando o enigma

Se você ainda não tentou decifrar o enigma da praia, clique AQUI e participe da brincadeira.
E só depois volte para ver a resposta.

Você, que já se divertiu tentando descobrir quem estava naquelas cadeiras, naquele fim de tarde... clique nos comentários DESTE POST e veja se acertou.

17 comentários:

Suzi disse...

A Mariah achou primeiro que era um casal de velhinhos. Adorei o comentário. Deu nome, profissão, identificou até os filhos do casal, mas depois mudou de ideia e depois voltou atrás, e depois mudou d enovo... Bem, mesmo assim não acertou. A parte canadense da família agradece a deferência, no que toca à certeza de que são todos cuidadosos e limpinhos. rs*


O Amigão não foi muito claro, não foi muito explícito, e eu não posso dizer se ele acertou... Mas é muito impaciente, isso todo mundo pode perceber, pois ninguém, além da Mariah, havia se pronunciado, ainda, e ele já estava lá: "Fala logo."

Natália não forçou a mente... rs* Mas é curiosa...

Suzi disse...

Aí vem a Cris, toda professorinha, e percebeu logo a questão do "arrumadinho". E embora eu não esteja muito certa de que as demais características sejam exatamente apropriadas... A observação feita logo a seguir, das Havaianas brancas foi bastante oportuna.

A Ana me fez rir. A Ana me fez rir muito. A Ana me fez rir muito mesmo!

A Krama1 caprichou. Vê-se que percebeu o lado econômico do que julgou ser um casal de namorados num romance recente, e nos chamou a atenção para o lance da dieta. Suponho que deva estar falando muito em Nutricionista, no seu ambiente de trabalho, já que o comentário foi feito às 8h50min, quando suas atividades laborativas já estavam a pleno vapor (sim, porque "a vapor" engorda menos).

ParaTudo chegou à conclusão quase lógica de que quem é muito arrumadinho é chato. Pelo menos, é uma quase-regra. A naturalidade/nacionalidade também foi um aspecto explorado bastante, nos comentários, e nesse, especificamente, se cogitou até mesmo que fossem paulistas, ou seja, nascidos na cidade da própria comentarista... É uma análise bem interessante, especialmente ao ar romântico que atribuiu ao chinelinho amarelo "dentro" do branco...

Suzi disse...

Lá de Portugal veio a Custódia. Na correria, arrumou um tempinho pra brincar e de cara foi logo percebendo que aquilo estava muito arrumadinho para uma cena de praia. Notou a etiqueta de preço (confesso, nem eu havia percebido, ainda) e chegou a cogitar de a cena ter sido preparada, para a foto. Ou, mesmo, para uma das novelas do Manoel Carlos. Mas não era o Leblon. Era o Recreio dos Bandeirantes...

Aí chegou o Edvaldo. Como todos, leu os comentários anteriores, se divertiu (tanto quanto eu), e começou a tentar decifrar o enigma. Interpretou a distância entre as cadeiras e o "cooler" como uma espécie de "facilidade para ambos", característica dos idosos, e aproveitou para dar outra alfinetada nos tricolores. depois, do alto de seu "know-how" como "Perito Internacional", enxergou uma faixa rubronegra (ou ainda podemos escrever "rubro-negra", Mariah??) a identificar as duas pessoas como rubro-negras (ou rubronegras, Mariah??). Dois Flamenguistas.
E aí, eu não poderia perder a chance de mandar meu recado pro Imperador: "Ei, Adriano, beijomeliga!"

Suzi disse...

Quase meia-noite, me aparece o Vinicius. faz tempo que eu não lia seus textos. Continua escrevendo com muita propriedade. Não há dúvidas de que se mantém como um ótimo observador. Acertou em cheio quando disse que ele, e não ela, pediu para eu dar uma olhadinha nas coisas... Ahahahaha!!! E chegando ao final da sua percuciente descrição da cena, quando começou a irritação... eu quis chamar a "Moniquete" (lembra?). Ela diria rindo: "Calma Vinicius, não fica tenso!"

O Amigão volta, agoniado.
Mas aí eu lembro que recebi comentários por email, e decido publicá-los, também.

O Jáder deve estar estudando Direito Empresarial, esta semana, ou Direito de Família, de Propriedade... porque de cara sacou logo o lance da "totalidade das ações". Descreveu o conteúdo da caixa e aproveitou pra dar uma chamada na mulher, que ele diz ser a dona do chinelo amarelo, porque, afinal, ela poderia lavá-lo às vezes. Percebeu a posição do sol e até arriscou o horário da foto. E concluiu que eles estavam na água, na hora do clique.

Suzi disse...

A Renata, que é organizada por profissão, não achou nada demais aquela arrumação toda e simplesmente reparou que era um casal de banhistas que gosta de praia com lanches e bebidas, ora bolas! rs*

Aí chegou o Wellington. Turistas, gays e jamaicanos. E tudo com fundamento. Coisa de advogado, também.

Por fim, depois de tentar se controlar por dois dias, volta a Cris, arrancando o jenas pela cabeça, pra fazer coro com quem já tinha perdido a paciência desde o primeiro, dia, né, Amigão? E manda: "Conta logo quem é esse povo!"

Suzi disse...

Bem, lá vou eu:

Eram quase quatro horas da tarde. Como todo Flamenguista que se preze, eu estava indo embora, pois às quatro e meia tinha jogo do Mengão. Clássico. No Mineirão. Daí, já se vê que quem estava sentado nas cadeiras, tendo chegado àquela hora, não haveria mesmo de ser rubronegro...

E começaram a arrumar seus pertences na areia, de lado pro mar, sentados na direção do pôr-do-sol (caramba... "por do sol" não tem mais acento nem hífen, eu acho, mas isso tira todo o romantismo de uma narração de fim de tarde...).

O mar estava límpido. A água clarinha, transparente. Não muito agitado. Lindo demais. Temperatura extremamente agradável e um visual maravilhoso. Mas quem estava sentado na cadeira preferiu ficar de lado, olhando pras montanhas, esperando o sol se por.

O alinhamento das cadeiras foi o que mais chamou minha atenção. E a disposição do "cooler". Os chinelinhos, confesso, só reparei depois, e então não consegui mais me distrair... Não dá pra negar a carga de romantismo que aquelas Havaianas carregam... A linguagem silenciosa das pequenas coisas é uma coisa incrível! Fiquei admirada!

Acertou em cheio quem apostou num casal apaixonado (não sei se isso significa "recentemente apaixonado"), pois não apenas a bebida era dividida (havia várias latinhas, no "cooler", mas eles abriam uma de cada vez e bebiam juntinhos, um pouquinho cada um), mas havia uma certa "graça" nisso, o que justificava a proximidade das cadeiras e o posicionamento da geleirinha.

Estavam mesmo apaixonados, porque enquanto bebiam, sorriam e conversavam, rolavam uns beijinhos na tatuagem tribal que marcava o braço de quem estava à esquerda - o moço dono das Havaianas brancas. Pois é... não era um casal de idosos, percebeu?

Um pouco antes da foto, aquele moço todo tatuado (nas costas largas estava gravado: "Pai e Mãe, Amor Eterno") foi dar um mergulho. Sunguinha branca, cerca de 1,90m de altura, moreno (não... não era jamaicano, era moreno claro).
E mais uma vez fica evidente essa coisa que todo mundo percebeu: o carinho, a paixão, o romantismo... Porque lá dentro do mar, olhava pra cá, e daqui da areia ele ganhava beijinhos. Aqueles que a gente joga no ar, fazendo biquinho, sabe?

Eu não troquei muitas palavras com eles, a não ser na hora em que o moço alto, de 1,90m, moreno, sunguinha branca, blá, blá, blá.... me pediu para olhar as coisas enquanto eles íam na água.
Não conversamos... Mas se eu tivesse que, como a Mariah, dar um nome pra eles... Talvez se chamassem João e José.

Pronto, falei!

Suzi disse...

PESSOAL, ADOREI BRINCAR COM VOCÊS!!!
FOI DEZ!!

Beijos e até uma próxima!

paratudo disse...

Acertei várias coisas! inclusive que era um casal gay, rsrs... e olha, quem reparou nas etiquetinhas das cadeiras fui eu, não a Custódia, rsrs...
MUITO LEGAL A BRINCADEIRA MESMO!

JEANSECAMISETA disse...

Toda professorinha, Suzi? kkkkkkkkkkkk
Amei essa brincadeira e a forma meio poetica como você apresentou as personagens reais da historia.
Bjim

P.S Sim!Eu estava muuuuuito curiosa e por isso voltei aqui agora.
Rsrsr

Suzi disse...

Pessoal, só agora percebi uma coisa!!!
A Mariah II é mesmo outra Mariah.

Ahahahahaha!!!

A Mariah (simplesmente) é a da "Casinha de Mariah". A Mariah II é a do Romário!!!!!!!!

kkkkkkkkkkkkkkk

Mas se até tu, Brutus, se confundiu, achando que já tinha escrito... "Imaginaeu"!!

Muito boa!!

p.s.
O comentário, então, que eu fiz pra Mariah, ficou misturado com o da Mariah II (e eu achando que era gracinha da mesma Mariah... rsrsrsrsrs)
Saudades, hein!
E beijo no peixe!
;)

Custódia C.C. disse...

Primeiro ... voltei a correr atrás para ler o comentário de "paratudo", porque não me apercebi que ele já havia comentado as etiquetas. Não foi plágio, juro !!!
Segundo ... mais uma vez achei deliciosa a tua forma de comentar os comentários Suzi!
Terceiro ... diverti-me bastante com este enigma, apesar de estar com muito pouco tempo para andar por aqui...
Bom fim-de-semana Suzi!!!!

Suzi disse...

E agora, relendo, faltou comentar o lance do altarzinho.........

kkkkkkkkkkk

Mariah II, como é que eu não percebi, ali, que era tu??????

:o)))

Amigao disse...

Eita que eu pensei que fosse algum jogador de futebol, tipo o Adriano, quase acertei.
A sua narração é mágica...só peca numa coisa, nenhum gay se chama João ou José.Tá louca querida? Eles usam nomes chiques.
Taí, que nome você daria pra eles?
Eu diria que talvez se chamassem Patrick e o Simon (leia-se saimon)

Suzi disse...

Hohohoho!!!
Vambora.
Foi mal a ignorância, no tema. Mas vamos lá, vamos riscar JOÃO e JOSÉ.

Eu diria que são...

Claydson e Melvyson


(Eu queria mesmo era dizer "Richarlyson", mas aí teria de escrever que "qualquer semelhança é mera coincidência, você sabe... aquela coisa de tricolor, já mencionada nos comentários da turma...)

Natália disse...

hahaha, Suzi
eu fiquei perdida no desafio. e nunquinha que eu ia adivinhar.

:*

Mônica disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....eu vim ver a resposta e só pela tua narrativa tive mais certeza q eram gays... quer coisa mais gay q beijinhos vindos em beicinhos da água para a areia?????????

( será q era o síndico do meu prédio?????? ele tem uma sunguinha branca e deve ter +/- 1,90...vou reparar na cor do chinelo dele!!!!!)

Mariah disse...

Mariah II - o filme, a do Romário.

Caramba, como isso rendeu!!!

Na última vez que eu comentei a foto, eu entrei só pra ver as novidades, ver se já tínhamos mais dicas ou coisas do tipo.

E passei o final de semana pensando: será que vai ter resposta... tomara que não seja cena pra foto, perde a graça...

E hoje entro na net pra ver a evolução das discussões e tcharam!, cá está a resposta!

Muito bom.

Mas pra mim se chamam Rick, de Ricardo e Alex, de Alex mesmo.

Beijos
e adorei isso!