sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Exausto - por Adélia Prado

Eu quero uma licença de dormir,
perdão pra descansar horas a fio,
sem ao menos sonhar
a leve palha de um pequeno sonho.
Quero o que antes da vida
foi o sono profundo das espécies,
a graça de um estado.
Semente.
Muito mais que raízes.
(in "Bagagem" São Paulo: Ed.Siciliano, 1993)



9 comentários:

Luís F. disse...

Pois eu vou dormir muiito este fim-de-semana, preciso mesmo!!!!

:)

Bom fim-de-semana, Suzi!!!!

JEANSECAMISETA disse...

Como o Luis aí de cima, tb pretendo curtir meu fim de semana DORMINDO.
Bjim
PS.Durma bem!

Custódia C.C. disse...

Que me perdoe a Adélia, mas pretendo ficar de olhos bem abertos e assitir à exaustão apresentada na foto...
Bom fds Suzi :)

Suzi disse...

Então aproveita, Luís F.!!!!!!!

E bom fds pra ti também!

Suzi disse...

Ò, Cris, que turma estamos formando, hein!!!!

:o)

Suzi disse...

Ahahahaha!!!!
Boa, CCC, boa!!!!

:o)))

Amigao disse...

Eu também queria dormir sem sonhar.Essas noites dormi muito.Bem mais do que precisava.
Acho que consegui esta licença, mas a realidade chega pela manhã.Lembrando os sonhos da ingratidão que machucam tanto.

Beijão do amigão.

Suzi disse...

Sabe, amigão, o segredo é não esperar nada das pessoas... A realidade fica menos frustrante.

paratudo disse...

Gente do céu essa foto tira a concentração de qualquer uma... o q estava escrito ali em cima mesmo? kkkkkkkkk Adélia que?