sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Sou Rebelde

Uma vez, quando eu tinha uns dez/doze anos, estava em Penedo. Mais precisamente naquela "Casa de Pedra", bem conhecida na cidade, e chamada, pela garotada da igreja, de "Satulina", sei lá por que.
Acho que foi uma espécie de acampamento de Carnaval, o que nos levou ali daquela vez. Então, durante as noites, além de serenatas, rolavam as festas da amizade, produzidas pelos meninos para as meninas e pelas meninas para os meninos. Foi numa dessas noites que me chamaram pra cantar uma versão de "Sou Rebelde". Eu era garota, magrela, bem magrela.


E aí que hoje, quando dei de cara com essa imagem, não me contive e morri de rir, lembrando da minha performance... Eu não conseguia nem cantar, na hora, de tanto que ríamos, eu e a platéia. Eu apareci no palco de repente. Estava escondida atrás de uma base de madeira e surgi do nada. Vestida como um bujãozinho e interpretando a letra, com meu próprio corpo! Acho que era a minha irmã que me acompanhava, ao piano. Eu chorava de rir. E por pouco não saí do palco... é... bem, deixa pra lá. Eu ri muito. Ri de me acabar, se é que você me entende.
A versão? Era assim, ó:

Eu sou magrinha
Porque o mundo quis assim
Porque sempre me trataram com sopinha
E as panelas se fecharam para mim
Eu queria ser como um elefante,
Gordo, elegante e feliz
Eu queria ter uma geladeira
Cheia de besteira só pra mim
E comer e beber
E esquecer a balança
E cantar e sorrir
E encher bem a pança

15 comentários:

LAD disse...

He He He
De mais...

annah disse...

A criançada riu e deve ter aplaudido muito, né?
É incrível como essas recordações da infância mudam nosso dia, fazem um bem danado pra gente.
E a letra é muito lindinha e divertida.
Deu vontade de cantarolar... "Eu queria ter uma geladeira
Cheia de besteira só pra mim..."
:))

Beijo, bom fim-de-semana!

Lilica disse...

Hahahá! Fala sério!!!!! Tô até tentando imaginar a cena!!!! Bons tempos né! Beijos Suzi e bom finde!

Márcia(clarinha) disse...

Uia!!
Imaginando a farra que foi vocês no palco e a galera se esbaldando em risada, rsss, genial!!

Muito boa essa imagem da moça fofa se mexendo, kkkk

lindo dia bunita
beijos

Suzi disse...

Sim Lad, foi mesmo d+ !!!

(bem-vindo de volta, viu?)

Amigao disse...

A letra ficou bem legal, imagino a farra. Bons tempos né que a gente usava a criatividade só pra se divertir mesmo.

Saudades de Satulina - A casa de Pedra.
Também tenho saudades de produzir.

Beijão do amigão

Suzi disse...

Criançada, Annah??? EU tinha dez/doze anos, mas "meu público" era de adultos que choravam de rir mais do que eu. kkkkk
Imagina o mico!!

Suzi disse...

Bons tempo,s Lilica. Bons tempos.
Sabe o que é pior? Outro dia, encontrei uma garota, no orkut, que disse que tem o pai dela tem o vídeo!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Imagina!!!!

Suzi disse...

Agora você veja, Clarinha, eu gorda e elegante como um elefante feliz!!! A idéia que me vem à cabeça é justamente a da moça, aí, balançando as gordurinhas. hohohoho!!!

Suzi disse...

Amigão, vc lembra do Julinho? Julio Borges?? Pois é. Tá querendo reunir a galera em Satulina, mês que vem. Pediu pra gente ir contactando a turma. A idéia é reunir os velhos amigos dos tempos de Madu, Sol Maior e tal. O que me diz?? Vamos voltar lá??? Você produz a programação, que tal???
Diz que sim, diz que sim, diz que sim!!!!

Mosana disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
q delicia!!!
eu amo penedo!
e ser criança eh bom de maisssssssssssssssss
kisses

Suzi disse...

sim, sim, sim! bom d+ da conta!!!!

annah disse...

Aaah, Suzi, não acho mico. É muito bonitinho, isso sim!
O público deve lembrar até hoje da fofurex vestida de bujãozinho. ;D

"Porque sempre me trataram com sopinha
E as panelas se fecharam para mim"

Hahahah, ficou na cabeça.

Pronto, falei! disse...

Que lembrança gostosa! Morri de rir!

Amigao disse...

Eu to muito velho pra isto. Mas bem que eu gostaria de ouvir o Julinho: Você me mudou...me mudou...e me trouxe a razão de vivereeee...de viver.