terça-feira, 18 de março de 2008

Jogo do contente x Tolerância zero

Desde que eu passei a acumular as funções de três pessoas, no meu trabalho, as coisas só têm piorado. Sim, porque se antes eu acumulava as minhas com as da moça que pediu o boné dois dias depois de ter assumido o cargo, e com as do próprio Poderoso Chefão, agora eu acumulo todas essas e mais parte das funções de uma colega que trocou de setor. E, como se não bastasse, a única tarefa que ainda não havia sido delegada pra mim pelo moço da sala ao lado acaba de ser colocada no meu colo, nesta última quinta-feira, discretamente e, percebe-se, para sempre.


Então, no meio disso tudo, antes mesmo da Super Suzi assumir seus quatro poderes (ou já serão cinco?? perdi as contas...), a Krama veio com uma idéia... "- Vamos brincar do jogo do contente?"
E aí começou a temporada Pollyanna na vida de Suzi.
Quando começo a ficar muito "tolerância zero", ela me chama: "Pollyannaaaa...". Eu me recomponho e acho um motivo pra ficar contente.

E de repente eu abro a minha caixa de e-mails e me deparo com essa provocaçãozinha, da Krama. Como se quisesse dar mais subsídios para meu estoque de respostas a perguntas que não deveriam ser feitas!
Eu confesso: ri de todas, até a 5.
A partir da seis, eu chorei de rir!!!
Experimente:

Tolerância zero
1. Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na tua cama, com a luz apagada e te perguntam:
- Você tá dormindo?
- Não, tô treinando pra morrer!

2. Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito?
- Não; é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

3. Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
- Vai sair nessa chuva?
- Não, vou sair na próxima.

4. Quando você acaba de levantar, aí vem um bobão (sempre) e pergunta:
- Acordou?
- Não. Sou sonâmbulo!

5. Seu amigo liga para sua casa e pergunta:
- Onde você está?
- No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!

6. Você acaba de tomar banho e alguém pergunta:
- Você tomou banho?
- Não, mergulhei no vaso sanitário!

7. Você tá na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta:
- Vai subir?
- Não, não; tô esperando meu apartamento descer pra me pegar.

8. O homem chega à casa da namorada com um enorme buquê de flores. Até que ela diz:
- Flores?
- Não! São cenouras.

9. Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta:
- Tem gente?
- Não! É o cocô que está falando!

10. Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar:
- Em dinheiro??
- Não, me dá tudo em clips!


Passada a tentação de voltar ao esquema "tolerância zero", volto a me acostumar ao jogo do contente. Afinal, embora às vezes não haja mais espaço nas minhas mesas para colocar processos, e eu precise usar emprestado a de alguém, devo ficar contente porque .........................

"Muitas vezes me acontece de brincar o jogo do contente sem pensar; a gente fica tão acostumada que brinca sem saber. Em tudo há sempre alguma coisa capaz de deixar a gente alegre; a questão é descobri-la." (Pollyanna)

9 comentários:

Nessita! disse...

a melhor é trocar o cheque por clips. ri muuuito!
jogar o jogo do contente é bom, mas não se pode deixar abusarem da boa vontade da gente... fico furiosa quando percebo que estão abusando.

bjus!

Márcia(clarinha) disse...

Que delicia começar o dia rindo, valeu bunita!
dia contente [mesmo que jogando pra valer]
beijos

Luís F. disse...

Nada como uma boa gargalhada para aliviar a tensão… elejo o 7 e o 9 como os meus preferidos… quanto ao trabalho, Suzi, faz só o que está ao teu alcance e da melhor maneira, o que ficar por fazer, paciência! (pior será se tens de fazer horas extraordinárias e/ou levar trabalho para casa – isso é que não!!!)

Juliana Caribé disse...

Realmente, tem algumas perguntas que nos fazem que, nossa senhora!

Uma vez, um aluno me perguntou se o trabalho escrito valeria nota. Eu, muito séria, respondi que não, que eu colava os trabalhos na parede, porque eu fazia coleção.

Ave credo, viu? rsrs
Beijos.

Amigao disse...

Suzinha,
Eu gosto da idéia do "jogo do contente".Mas eu gosto muito mas muito mais do "jogo do nada vai estragar meu bom humor hoje".Nem mum monte de trabalhos, nem um monte de gente chata.Espero que você não deixe que o excesso de trabalho estrague seu bom humor e consequentemente o seu dia.
Não sei se falei besteira, mas faz de conta que é o COCÔ QUE TÁ FALANDO!

guiga disse...

Já conhecia algumas delas, mas ri na mesma! loool
Beijinhos e força no trabalho! *.*

Mariah só Mariah disse...

tenho uma para acrescentar a sua lista, me mandaram uma vez e eu achei demais...
"tem veneno de rato?
tem. vai levar?
não. vou trazer os ratos para comerem aqui."
mariah

Camilinha disse...

hahaha... engraçado demais!!!

Gostei do jogo do contente. Vou treinar comigo mesma para depois colocar em prática na sociedade.

beijos daqui...

krama1 disse...

Minha amada!
Além do jogo do contente, temos a vantagem da música em nossa vida.
Portanto, agora vamos acrescentar ao jogo da Polly:
"Quem canta, os males espanta."
Fico feliz, e não é de bincadeira, que uma simples idéia tenha te ajudado.
bjos