sábado, 13 de outubro de 2007

Feliz Sábado!!

O ator Paulo Autran morreu nesta sexta-feira, aos 85 anos, e era usado como exemplo de que era possível uma pessoa fumar e viver muitos anos. Mas, segundo sua viúva, a atriz Karin Rodrigues, o marido "queria que todos soubessem que ele morreu por causa do cigarro". Com dificuldades para respirar, sofrendo de câncer nos pulmões e enfisema pulmonar... "Ele queria ir embora porque não conseguia mais respirar, porque sem respirar é difícil viver. É muito triste, mas ao mesmo tempo é um alívio."
(Fonte: Globo.com)

Ele era um excelente ator. Perdemos todos.
Altere seus hábitos, preocupe-se com a qualidade da vida que você vive. Melhore sua vida e tenha um sábado feliz, também os domingos, as segundas, e terças, e quartas e quintas e sextas... uma vida feliz e saudável.

8 comentários:

Alba Regina disse...

e nós aqui continuamos perdendo pessoas como sir autran. maldito cigarro. e minha filha fumando. pode falar pq já disse a ela: fumar é Burrice!!!! beijo querida.

Márcio Quintanilha disse...

Esse ainda teve sorte que viveu até os 85 anos. O bom é parar de fumar o mais cedo possível.

Suzi disse...

é, bibinha...
e os fumantes acham que é mera implicância dos não-fumantes...

Suzi disse...

bom mesmo, márcio, é nem começar!

Amigao disse...

Começar é bom, o dificil é parar.Eu ja gastei tanto dinheiro com pastilhas e adesivos. To negociando pra viver até os 60 se possivel, e falta pouco.

Suzi disse...

e o cursinho "como parar de fumar em 5 dias" que o SM dava, lembra? não funciona?

guiga disse...

Concordo contigo!
É muito bom viver sem vícios! O cigarro pode trazer prazeres momentâneos, mas podem dar tristeza para toda a vida!

Recordo desse actor em Sassaricando! Era muito novinha, mas ria imenso com ele. Nunca o esqueci!
Fiquei muito triste quando li a notícia da morte dele. Mas, teve lugar a uma reportagem alargada no jornal e adorei lê-la!
*.*

Suzi disse...

"Guerra dos sexos", então, foi um sucesso!!
Atualmente, ele declamava poemas, na rádio BandNews, e, ao final,sempre dizia: "E vamos ao teatro!"

Uma grande perda. Mas deixou o seu recado. Em várias frentes. Quem tem ouvidos, que ouça.