quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Seis de dezembro...

Um lugar de refrigério. Um canto no meio das folhas e das flores. A beleza do verde, a tranquilidade do azul, a delicadeza do rosa e a paz do branco. Terra batida, no chão. Cheiro de vida, no ar. Tudo nessa imagem, tudo ao meu alcance. 

(Jardins do Museu Imperial - Petrópolis - RJ)

Pronta para o novo ano, desejo viver - em harmonia com a natureza, obra prima do Criador; na indispensável companhia de quem me quer bem e não se furta a demonstrar; com saudade imensa dos que se foram, amando quem permanece e ansiosa pelos que virão; com muitas certezas, mas sem evitar correr riscos; com sonhos e perspectivas; reconhecendo o momento certo de ficar e o de partir, de manter e de mudar; escolhendo a alegria e não o desespero; acreditando que os medos que a gente tem não são maiores do que a força que a gente recebe para enfrentá-los.

"Se eu tivesse de fazer tudo de novo, passaria a andar descalço mais cedo, na primavera, e ficaria descalço até mais tarde, no outono. Andaria em mais carrosséis, olharia mais pores-do-sol, e brincaria com mais crianças, se pudesse viver minha vida de novo. Mas não posso, sabe." (Buda, citado em "Vivendo, amando e aprendendo", 7ª ed., p. 136, Editora Record)


Tudo isso que está aí, como dizia o Leo Buscaglia, é a dádiva de Deus para nós; "e o modo como vocês a usam é a sua dádiva para Deus."

Que venha o novo ano!!

2 comentários:

Custódia C.C. disse...

Suzi !!!!
Com um dia de atraso, um beijo grande de Parabéns :):)

Suzi disse...

Liga não, Ccc...
O novo ano apenas começou! ;)