terça-feira, 24 de agosto de 2010

Adélia Prado

Impressionista


Uma ocasião,

meu pai pintou a casa toda

de alaranjado brilhante.

Por muito tempo moramos numa casa,

como ele mesmo dizia,

constantemente amanhecendo.

2 comentários:

J@de disse...

Que lindo!! E, coincidência, tava lendo agora um poema dela que eu adoro, "A Serenata"
Beijos!

Suzi disse...

Lindo mesmo, né?
Coisa assim pra viajarrrrr...