quarta-feira, 2 de junho de 2010

Artur da Távola




Quem
não
te adivinha,
não
te merece.

Um comentário:

diadesopa disse...

Taí. Era o que eu precisava ler agora. Se não me adivinha, não merece a minha explicação.

beijos =*