sexta-feira, 24 de abril de 2009

Às vezes não é nada.
Às vezes é como se fosse uma incisão.

De repente é uma picadinha de alfinete.
De repente é um estoque cortando.

Tudo depende das circunstâncias.
Tudo depende do estado das coisas naquele momento.


E às vezes, de repente... o sangue se esvai.

3 comentários:

Luís F. disse...

Vai ver... não é nada, mesmo!!!

É Hip! Hip! Hurra! Suzi!!!

Bola pra cima!!!

:)

Suzi disse...

Pois é, Luís F.
E dia de "hip! hip! hurra!" é dia de "hip! hip! hurra!".

:o))

Natália disse...

às vezes não é nada, mas às vezes é um montão de coisa. Vale identificar qual é, afinal, o que não vale é sofrer por nada como se fosse tudo.

:**

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...