quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Um texto que me fez chorar

Às vezes leio algumas coisas, por aí, que me emocionam de modo especial. Sabe aquela história de tocar o coração das pessoas? Pois é. Ele tocou o coração de alguém que, de alguma forma, também já tocara o seu. Ao ler, aconteceu o mesmo comigo, e eu desabei em lágrimas. Experimente ler de coração aberto. E procure o seu jeito de fazer a diferença na vida de alguém.


"Desço na estação Jurubatuba e paro no quiosque onde sempre encontro a turma. E sem perceber fico por ali até a madrugada. Estou carregando uma bolsa térmica da Sadia. Presentinho de um fornecedor. A turma começa a se despedir. Eu fico mais um pouco. Quando aparece o Oliveira.

Oliveira é catador de latinhas. Não sei o seu nome. É negro, com uma barba branca. Difícil precisar sua idade. Ele caminha pelo recinto catando latinhas e como no quiosque não vende cigarros ele sai perguntando se alguém quer que ele vá ao shopping para comprar. Querem. Ele ganha o troco de caixinha. Ele limpa os carros dos freqüentadores do quiosque. Ele engraxa sapatos, ele ajuda o dono do quiosque a arrumar as cadeiras e a lavar o chão. Faz isso por ajudar, não ganha nada não. Só de vez em quando o dono dá pra ele um marmitex que ele nem abre. Leva pra casa para as crianças. 'Amanhã tem corrida em Interlagos, eu tenho que ir cedo para catar as latinhas de cerveja. Tem muito catador. É uma máfia. Se eu me der bem amanhã, dá pra conseguir uns cinqüentinhas".

Oliveira mora no Jardim Cocaia, muito longe daqui do bairro. Mas ele vai a pé. Não anda de ônibus, pra economizar. Todo dinheiro que ganha durante a noite ele dá para a patroa comprar comida. Tem dois filhinhos novos, ainda. Votou no Lula. 'Ô homem bom!'.
- No Lula?
- Ele cuida dos pobres. Se ele sair vão acabar com a ajuda que ele dá pra gente. É por isso que ninguém gosta do Lula, porque ele cuida da gente. É Deus no céu e Lulalá. (Falar o que pra ele? Que ele tá errado?)

É muito difícil andar pela madrugada no bairro sem encontrar o Oliveira. '- Boa noite patrão! Tá tudo bem. Eu vou acompanhar o senhor até sua esquina. Teve um assalto hoje, ali no seu bairro.' E assim vamos caminhando e conversando; é uma noite meio fria, esta sexta feira. Choveu muito durante o dia.

Ele nunca conheceu seu pai nem sabe quem é. Nem por isso faz da sua vida um drama. Ele odeia filmes porque dá sono. Odeia ler, também. O que ele gosta mesmo é de ver o programa do Gugu. E aproveita e pede 'O senhor pode escrever uma carta pra mim? É pro Gugu. Eu quero que ele me ajude a voltar pra minha terra'. É corintiano doente. Mas não liga nem sofre. 'Esses jogadores estão com o burro na sombra. Eu não fico sofrendo por causa deles não, moço'.

Ele emenda um assunto com o outro. 'Você viu, seu moço, o sobrinho da Fátima morreu. Se matou. Como é que alguém com a vida tão bonita, com dinheiro, estudado. Um moço bonito, sabe?, pode conquistar qualquer mulher. Tanta coisa boa pra se fazer na vida. Como é que um ser humano desse vai querer morrer? Mas sabe o que é isso, seu moço? Este povo estuda muito pra ficar burro. O rapaz que se matou era ateu. Falava que Deus não existe. Agora quem não existe é ele, né, moço?'.

Oliveira, não sabe que eu trabalho em agência de publicidade, que estudei muito. Que tenho um blog. Não sabe o que é orkut. Ele queria mesmo era uma TV daquelas bem grandes pra poder assistir o Gugu. Faustão ele não gosta não. Ele diz que 'depressão é coisa de rico; pobre não tem tempo pra isso não, moço.' Ele não sabe o que é você ler, ler e ler, e continuar sabendo que você não leu um quinto do que deveria ter lido para ser considerado alguém, no mínimo, inteligente. Ele não gosta de religião nenhuma não. Mas gosta de ler os salmos. Ele acredita em Deus. Ele aprendeu a rezar e sempre faz isso. 'Deus é muito bom, moço!' Ele não sabe como a gente é idiota e se preocupa com um monte de coisas que ele sequer imagina que existam. Ele pretende ganhar cinqüentinha amanhã pra gastar no mercado. Nem imagina que acabei de gastar o dobro disso com cervejas. Ele não sabe a agonia que é ficar preso no trânsito da marginal Pinheiros com tantas praias lindas lá na terra dele, 'que se o Gugu, ler a minha carta, eu vou voltar e vou vender água de coco na praia.Vende muito, moço, vai muito turista lá.'

Enfim, chegamos na minha esquina. Me despeço e agradeço a companhia. Num impulso ofereço a bolsa térmica que estou carregando. Digo que é um presente de natal. É simples, tem um peru e um pernil. 'É pra você comemorar o natal com sua familia.' Ele abre a bolsa. 'Moço, faz tanto tempo que não como isso não! Minha patroa vai adorar. Obrigado patrão!'
- Feliz natal, Oliveira!"


postado por Amigão

16 comentários:

Nina disse...

Que lindo né?

A simplicidade definitivamente é tudo...

A gente fica tão ocupado em "ter" que esquecemos frequentemente do "ser".

Lindo texto.

Lindo dia pra ti! beijocas!

JEANSECAMISETA disse...

Chorando também...
Depois que li percebi minha vida e meu dia mais bonitos e abençoados.
Obrigada por nos presentear com textos assim. E sempre que encontrar algo que toque seu coração, por favor, compartilhe.
Bjim e feliz ano novo pra você e sua familia.

Nessita! disse...

muito lindo isso, Suzi. é de encher os olhos de lágrimas. e pensar na sabedoria honesta e que tem esse homem, né? :)

Custódia C.C. disse...

Uma história real de Natal, uma história real de todos os dias....
Beijo, Suzi...

Arcanjo D'Prata disse...

Esse Amigão é o que há. Muito boa pessoa! Ao ler parecia que eu podia ver a cena inteira deslizando sobre os meus olhos. Fui transportado.

Taia disse...

Beijo no fundo do seu coração.
Te amo.

guiga disse...

Olá amiga!
Espero que o tenhas tido um Santo Natal, junto das pessoas que mais amas!
Um beijo enorme e depois passo aqui para desejar um Feliz Ano Novo! ;)
*.*

Mônica disse...

uau...

Anônimo disse...

q quiosque é esse?estação café?

Anônimo disse...

q quiosque é esse?estação café?

Suzi disse...

poxa, anônimo, não sei dizer...
eu apenas transcrevi a história...
mas pergunte ao "amigão" (clique no link que está no post)

Matheus disse...

Deus tem um proposito para vida desse rapaz. Hoje talvez pessoas ve ele na rua e não dão nada para ele, mais apenas Deus sabe do seu coração e ve que mesmo não tendo uma vida boa, ele não deixou de acreditar em Deus, só por que passa a maior parte da sua vida na rua ele não deixou de agradecer a Deus em oraçoes. Talvez a hora dele não chegou, mais Deus tem um grande proposito na vida desse rapaz! Deus o abençoe. Pela postagem.

Suzi disse...

Matheus, eu é que agradeço sua visita e seu comentário. E acredito, sim, nisso: Deus tem um plano pra cada criatura...

Grace & Ermeson disse...

Olá Gugu,Me chamo Grace e residuo em Arapiraca,estou à mais ou menos 5 anos à procura de uma grande amiga ela chama-se Milene Inácio dos Santos e mora em Espiríto Santo_São Paulo....Moravá-mos em Giral do Ponciano AL,quando meus pais decidiram muda-se para Arapiraca,para nós um fato lamentavél pois isso poderia nos separar e abalar nossa eterna Amizade,Quando o dia de partir-mos infelismente chegou,então junto com ele um rio de lágrimas de ambas as partes,fizemos um acordo de em todos os Natais passar-mos juntas,sendo que eu iria buscá-la.Espervá-mos o ano inteiro para que o Natal Chegasse para poder-mos mais uma vez nos encontrar-mos.
No dia 20 de Dezembro de 2003 eu pude ter a mais triste decepção de toda a minha vida,pois quando fui buscá-la ela havia partido definitivamente para São Paulo e para morar.,Meu mundo caiu naquele dia,e nunca mais nos vimos...........

Ajude-me á reencontrar minha grande Amiga por favor!!!!!!!!!!!!!!

Afinal,nestes dias consegui o endereço da mãe dela.
É este:Fazenda 3 de Maio-Brejetuba Espiríto Santo.
CEP:29630-000

Grace & Ermeson disse...

Olá Gugu,Me chamo Grace e residuo em Arapiraca,estou à mais ou menos 5 anos à procura de uma grande amiga ela chama-se Milene Inácio dos Santos e mora em Espiríto Santo_São Paulo....Moravá-mos em Giral do Ponciano AL,quando meus pais decidiram muda-se para Arapiraca,para nós um fato lamentavél pois isso poderia nos separar e abalar nossa eterna Amizade,Quando o dia de partir-mos infelismente chegou,então junto com ele um rio de lágrimas de ambas as partes,fizemos um acordo de em todos os Natais passar-mos juntas,sendo que eu iria buscá-la.Espervá-mos o ano inteiro para que o Natal Chegasse para poder-mos mais uma vez nos encontrar-mos.
No dia 20 de Dezembro de 2003 eu pude ter a mais triste decepção de toda a minha vida,pois quando fui buscá-la ela havia partido definitivamente para São Paulo e para morar.,Meu mundo caiu naquele dia,e nunca mais nos vimos...........

Ajude-me á reencontrar minha grande Amiga por favor!!!!!!!!!!!!!!

Afinal,nestes dias consegui o endereço da mãe dela.
É este:Fazenda 3 de Maio-Brejetuba Espiríto Santo.
CEP:29630-000

beth disse...

adorei o que vc fez continue assim e sempre que vc puder ajude-o eu sempre morei em sao paulo e uma cidade do meu coracao eu sempre vou amar sao paulo agora eu vivo no interior de sao paulo mas eu sei as dificuldades que a cidade grande tem beijos tcha