sexta-feira, 5 de outubro de 2007

RECEITA PARA TER UM INFARTO FELIZ - por Ernesto Artur

Recebi por e-mail, com autoria atribuída a Ernesto Artur. Não o conheço, mas parece que ele me conhece... Quem sabe, por não ter me visto por aí, vivendo a vida, nos últimos finais-de-semana, resolveu me dar um puxão de orelhas. Porque, vamos combinar, lendo o 1, o 2 e o 3, eu pensei em desistir de ler o restante e quase infartei, me vendo ali...

Dê uma olhada e se também tiver a sensação de que a receita tem endereço certo... comece a rever seus conceitos.

1. Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são secundárias.

2. Trabalhe aos sábados o dia inteiro e, se puder, também aos domingos.

3. Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde.

4. Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe solicitarem, menos para seus filhos que pedem atenção e para sua esposa que precisa de carinho e proteção.

5. Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros, reuniões, simpósios etc.

6. Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranqüila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário das refeições para fechar negócios ou fazer reuniões importantes, sempre com muita comida gordurosa, bebida e cigarro.

7. Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola ou tênis. Afinal, tempo é dinheiro.

8. Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se de que você é de ferro.

9. Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado. Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo.

10. Se sentir que está perdendo o ritmo e o fôlego, tome logo estimulantes e energéticos. Eles vão te deixar tinindo.

11. Se tiver dificuldades em dormir, não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são baratos.

12. E, por último, o mais importante: não se permita ter momentos de oração e meditação diante de Deus. Isto é para crédulos e tolos. Repita para si mesmo: eu sou a minha própria religião.

12 comentários:

J@de disse...

Já fui assim... eu heim!!
Tô botando a leitura em dia linda, saudade docê!!
Beijos!!

Suzi disse...

Também tô, aos poucos, J@de, colocando a leitura em dia. Afinal, vc sabe, há muito trabalho.
rs*

Márcia(clarinha) disse...

Nossa! Quero ser assim não, me achar maior que Deus?
Aff! sou serumana passível de erros e com direito ao café da manhã....rss
noite de paz, bunita
beijos
*anda tristinha é?
**quando tiver um tempinho bora tomar um café?

Suzi disse...

tristinha não... não, não, não.
cansadinha de tanto trabalhar, clarinha.
e o comentário, lá, é porque os teus temas sempre me levam a pensar, pensar, lembrar, "sofrer" de um jeito gostoso...

** e quinta de noitinha? o que temos pra fazer? tamos aí!

Mônica disse...

putz...isso aí serve pra vc e pra um certo boi q eu conheço....

* tô dentro dessa quinta de noitinha...rs

* e tenho uma coisa pra falar contigo...saca aquele tricot básico q costumamos fazer via tel??? pois é... entre um processo e outro, liga pra mim????

Suzi disse...

combinado, mumumu.
;o)

Beto disse...

Graças a Deus não sigo absolutamente nenhuma delas. Gosto muito da vida e dos relacionamentos pessoais. O resto vem em segundo lugar.
bjks e feliz sábado lindinha

PS: vão passar o Vasco amanhã?rs

Beto disse...

Ah, tá melhor? vc disse que ontem estava meio sensível...fica bem e se cuida tá?
bjs

Suzi disse...

Eu tb gosto muito da vida e dos relacionamentos pessoais, Beto, mas o trabalho, incrivelmente, tem empurrado meus finais-de-semana ladeira abaixo, com isso, evidentemente, ocupando a primeira posição. Esses 1, 2 e 3 me deram a exata sensação de estar trabalhando mais do que devo.

Quanto ao "sensível", é só de sensibilidade do tipo "ando tão à flor da pele que qualquer beijo de novela me faz chorar...", saca? Mas um "à flor da pele" legal. Não tô mau não. Tô bem, tá? Apenas me sensibilizando com as coisas que vocês escrevem sem pretensão de sensibilizar ninguém. rs* Fazer o quê?
;o)

De todo modo, vou seguir seu conselho e me cuidar. Nunca é demais, né?
Beijo.

Suzi disse...

Ah! E feliz sábado pra vc também!
:o)

Amigao disse...

Ah Suzi, eu vi no email, mas digamos assim, eu não trabalho as segundas e sextas por razões religiosas.Não levo trabalho pra casa.Há 2 anos não fico mais no trabalho depois das 18h30. Se eu infartar, com certeza não vai ser por causa do trabalho.
Eu sabia!Esse negócio de trabalhar, é perigoso mesmo. O pior é que eles me chamam de "carioca folgado". rsrsrs

Luís F. disse...

Ah! Ah!

Eu tento fazer tudo ao contrário….

Boa Semana!!!!