quinta-feira, 27 de setembro de 2007

A primavera, em cada um

Primavera, por Florbela


Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder...para me encontrar....

(Florbela Espanca)

6 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Sem muitas flores ela chega timidamente, bem vinda seja prima, bem vinda!
dia lindo, bunita
beijos

Sujeito Oculto disse...

Pode haver uma por ano. É só saber enxergar.

Suzi disse...

Logo mais, à tardinha, a frente fria vai embora, Clarinha, e a Prima vem com tudo!

;o)

Suzi disse...

Curioso, Sujeito. Eu interpretei diferente... Embora concorde totalmente com o que vc anotou, acho que não há antagonismo com o que Florbela disse. Pra mim, ela quis dizer que não há, uma vida sequer, sem Primavera.
Legal! Várias nuances, num mesmo falar.

Beijos, e feliz Primavera!!

guiga disse...

Que coisa boa Suzi. Florbela é a minha poetisa!!! Adorei o poema e a imagem complementa-o! :)

Beijos!!! *.*

Suzi disse...

Florbela espanca-me, Guiga!

Amo!