terça-feira, 11 de setembro de 2007

A importância do "velho"

"Que lindas são as coisas antigas que se tornaram opacas e amarelecidas porque sobre elas passou a vida, porque crescemos e vivemos tocando-as, fixando na retina as suas formas, fazendo-as participar dos nossos segredos, da primeira carta de amor, do primeiro beijo, dos sonhos de felicidade. Foram sonhos que nos fizeram cerrar os olhos para abri-los depois em frente à velha cômoda, à mesa antiquada ou à poltrona desbotada que, durante várias décadas, nos farão recordar a esperança perdida ou realizada, a alegria e o sofrimento nascidos junto àqueles velhos móveis e objetos.

Nada há, por mais belo, elegante ou moderno, que nos dê esta sensação de mútua e muda compreensão, de solidariedade mesmo, que os móveis e objetos antigos sabem nos transmitir.

Que tremenda traição cometemos quando substituímos alguma dessas coisas por outra nova e luzidia, que levará ainda vários anos até adquirir a alma que lhe transmitiremos!"

Clarice in Correio Feminino

8 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Mas existe tempo que renovar é importante, colorir o sépia...ando de aquarela na mão ;-)
dia lindo,bunita
beijos

guiga disse...

Adorei!
Eu também guardo um pouco de mim em cada objecto. Custa-me imenso separar-me das minhas coisas.
:)

Beijinhos! *.*

Ordisi Raluz disse...

De fato, apegamo-nos demais a determinados objetos, cheios de memórias...

Beijos.

Suzi disse...

Marcinha, também gosto de renovar; mas há sempre espaço para o que deve atravessar os tempos.

Guiga, lembro de como foi difícil me separar do meu 1º carro. E olha que era uma Fiat 147!!!! rs*

Or, o DEMAIS pode ser um problema; mas nenhum apego também não presta...

;o)

Nessita! disse...

nossa, achei esse texto belíssimo! puramente verdadeiro e tocante. gosto das histórias que existem por trás dos objetos, móveis. particularmente espelhos: fico imaginando quantos rostos ele já não refletiu... beijos!

Sandra e Evaldo Vicente disse...

Suzi,
Veja as fotos das bolsinhas que consegui comprar até agora. Amanhã eu compro mais e envio na quinta, ok?
Beijos

Suzi disse...

É, Nessita. Há histórias e vidas, nas marcas do móveis velhos. Memórias.

Um beijo!

Custódia C.C. disse...

Lindo Texto e linda Foto! Em sintonia!